Quem sou eu

Eu sou eu, meus eus e os seus.

domingo, 12 de junho de 2011

EU ESTOU CALADA


Fico calada, em silêncio, ouço apenas os ruídos do mundo contemporâneo. Meu grito não surte mais efeito e nem eco. Automóveis realizando seus trajetos e vozes humanas entrelaçadas nas disputas para serem ouvidas entre os cantos dos pássaros; pois escutá-los é um símbolo de boa sorte ( reza a lenda), mas todo o mundo está surdo.

O homem está mouco, inflexível e intransigente.
E eu, estou perplexa pelas ações do homem...
O homem mata o homem.
O homem destrói o homem.
O homem come o homem.
O homem tem seu direito e dever. Simples? Não, abrigam sentidos tão complexos.
O homem é uno. Todos os constituintes físicos e químicos são idênticos em todos os seres. Cada átomo e molécula no universo dá tanto a vida como a morte.
Micróbio no homem, decompõem e desintegram as células que construíram e em pó retornará. Será que possui a consciência puramente física? A consciência das células e das moléculas.
E eu, perplexa pelas ações do homem...
Mistérios existem e eu, morro de curiosidade na pequena cidade.

2 comentários:

Dija Darkdija disse...

morremos de curiosidade em nossa grande ignorancia.

Eunisia disse...

DIJA, concordo com vc.Abs.